Teatro feito na periferia de Fortaleza é premiado no 22° Fesfort

Com mais de duas décadas de existência mostrando novos talentos das artes cênicas da cidade ao público, o Festival de Esquetes de Fortaleza encerra com sucesso sua 22ª edição e premia esquetes com o Troféu Gasparina Germano

O 22° Fesfort – Festival de Esquetes de Fortaleza chegou ao fim no último domingo (25) no Teatro da Praia com um público que marcou presença. O evento cultural gratuito aconteceu de 21 a 25 fevereiro, de quarta a domingo, e contou com a participação de grupos teatrais da cidade. A maioria dos destaques, escolhidos por voto popular e pela comissão debatedora composta por Neidinha Castelo Branco, Pedro Domingues e Solange Teixeira, artistas de notório saber artístico, fazem teatro na periferia de Fortaleza e mostraram a diversidade e a qualidade da produção artística local.
A esquete “Rasga Mortalha”, do grupo homônimo, alunos da Escola de Teatro Periféricos, no bairro Bom Jardim, foi o grande destaque da noite, levando três prêmios: ESQUETE pela comissão, atriz coadjuvante (Ananda Afiada) e direção (Amanda Quebrada). A esquete conta a história de um corpo que é encontrado na periferia e logo vira alvo de sensacionalismo,
especulação e fake news por parte da mídia especializada, afinal, de quem é o corpo? Qual sua cor? A pessoa que morreu sou eu? É você?
O festival também contou com uma performance circense de teatro de rua na Avenida Monsenhor Tabosa; o artista Nairton Santos, chamou a atenção dos transeuntes com sua cena, num trapézio ancorado por hip hop. Além disso, houve a presença de muitos artistas, jornalistas, e pessoas importantes do teatro cearense, como humorista Moisés Loureiro, o secretário de cultura do município de Quixadá, o cineasta Clebio Ribeiro Viriato, o dono do Teatro Chico Anysio, no bairro Benfica, Jader Soares (Zebrinha), o produtor teatral Ronaldo Agostinho, O Ator e diretor Hiroldo Serra, Selma Santiago Coord. Política para as artes da SECULT/CE.

Também estiveram presentes no domingo, última noite do Fesfort, o filho do dramaturgo B. de Paiva, Rafael Paiva, que recebeu a homenagem ao pai ilustre pelo edição de 2022, e a mãe do ator Rogério Mesquita, a Sra. Marilena mesquita, que também foi homenageado por 2023, Rogerio teve uma exposição de figurinos e adereços de peças usadas por ele em espetáculos do Grupo Bagaceira na recepção do Teatro da Praia.
Rafael citou o pai ao defender a cultura no Ceará: “Meu pai sempre dizia que o teatro é a arte da resistência, da transformação, da esperança. Ele dedicou sua vida a escrever peças que retratavam a realidade do nosso povo, com humor, crítica e sensibilidade. Ele ficaria muito feliz de ver esse festival acontecendo, com tantos artistas talentosos e comprometidos com a arte”.
Carri avalia essa edição do Fesfort: “Foi uma edição muito especial, que mostrou a força e a diversidade do teatro cearense. Tivemos esquetes de vários gêneros, estilos e temáticas, que dialogaram com o público e provocaram reflexões. Também foi uma oportunidade de homenagear dois grandes nomes da nossa cultura, que nos deixaram um legado de arte e resistência. Rogerio Mesquita e B. de Paiva foram inspiração para muitos dos artistas que participaram do festival, e para mim também”.

FESFORT
O Fesfort é uma idealização do ator e diretor Carri Costa, que há mais de duas décadas mantém o festival e há mais de 30 anos o Teatro da Praia, um dos espaços culturais mais importantes e tradicionais de Fortaleza. A realização é da APTECE – Associação dos Produtores Teatrais do Ceará e da Cia Cearense de Molecagem. O festival teve o apoio do Governo do Estado do Ceará através de sua Secretaria da Cultura e do Ministério da Cultura, pela Lei Paulo Gustavo, que viabilizou a realização da edição 22. O festival tem como objetivo valorizar a produção teatral local de grupos e artistas, estimular a criatividade e a experimentação, e promover o intercâmbio e a formação de plateia.

QUEM FOI GASPARINA GERMANO?
Gasparina Germano foi uma das mais importantes e famosas atrizes do teatro cearense, que brilhou nas décadas de 1930 e 1940. Nascida em Baturité, em 1918, ela começou sua carreira aos cinco anos de idade, no Theatro José de Alencar, sob a direção de Paurilo Barroso. Ela integrou a Trupe do Pequeno Edson, formada por atores mirins, que excursionou pelo Brasil apresentando sapateado, música, declamação e cenas de curta duração. Ela também protagonizou burletas, operetas, comédias, dramas e melodramas, sendo considerada a prima dona do teatro cearense. Ela se afastou dos palcos na década de 1950, e faleceu em 1998, aos 80 anos de idade. Ela é a inspiração para o troféu Gasparina Germano, que premia as esquetes do Fesfort.

OS PREMIADOS
SONOPLASTIA: A pequena vendedora de fósforos – (Ás de Teatro, Aretha Karen)
CENARIO: Diomedes (Grupo Avia de Teatro)
FIGURINO: A mais Forte (Grupo A Mais Forte)
MAQUIAGEM: Três Luas Antes do Fim (Cia. Zumbart)
ILUMINAÇÃO: A Espera (Barlavento companhia de artes cênicas)
TEXTO: Rafael Barbosa (Nem Plauto, nem Shakespeare: um conto genuíno)
TEXTO ADAPTADO: O pato, a morte e a tulipa Junior Martins e Luise Furtado)
DIREÇÃO: Amanda Quebrada (Rasga Mortalha)
ATOR: Niepson Melo e Pedro Dias (Nem Plauto, nem Shakespeare: um conto genuíno, grupo Bora de Teatro)
ATOR COADJUVANTE: Nildo Rocha (Grupo de Teatro Dito e Feito)
ATRIZ: Fernanda Duarte – Paola Crossbox
ATRIZ COADJUVANTE: Ananda Afiada (Rasga Mortalha)
ESQUETE: Rasga Mortalha
ESQUETE VOTO POPULAR: Paola Crossbox, a atleta das emoções

HOMENAGENS
Nessa edição homenageamos a dois grandes nomes da cena teatral cearense: o ator e diretor Rogério Mesquita e o dramaturgo B de Paiva. Rogério Mesquita foi um dos fundadores do grupo Bagaceira de Teatro, um dos mais premiados e reconhecidos do estado. Ele também foi gestor da Casa da Esquina, teatro independente e sede do Bagaceira. Ele tinha 25 anos de carreira e participou de mais de 500 produções em teatro, rádio, TV e cinema. Ele também foi docente da Universidade de Brasília, criador do Ministério da Cultura e diretor de instituições como a Fundação Brasileira de Teatro, a Fundação Nacional de Arte e o Teatro Nacional. Ele faleceu em agosto de 2023, aos 44 anos.
B de Paiva, cujo nome completo era José Maria Bezerra de Paiva, foi um dos mais importantes e influentes dramaturgos, atores, escritores e gestores culturais do teatro cearense contemporâneo. Ele iniciou sua carreira na década de 1950, fundando o Teatro Experimental de Arte, junto com outros artistas locais. Ele também colaborou para a criação da Secretaria da Cultura do Estado e dirigiu o Teatro José de Alencar. Ele se mudou para Brasília e depois para o Rio de Janeiro, onde continuou sua atuação artística e acadêmica. Ele foi criador do primeiro curso superior de teatro na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, da qual também foi reitor. Ele recebeu o título de DoutorHonoris Causa da Universidade Federal do Ceará em 1994. Ele faleceu em janeiro de 2023, aos 90 anos.

COMENDA THEATRO CONCORDIA
Nosso Festival de Esquetes de Fortaleza (FESFORT) no intuito de estimular e reconhecer a história do teatro cearense criou em 2006 a Comenda Teatro Concordia e a entrega a grupos, instituições, produtores e personalidades culturais do estado. Entre os agraciados dessa edição estavam o produtor cearense Ronaldo Agostinho, a Atriz e Cantora Marta Aurélia, ao grupo Pavilhão da Magnólia e o Teatro Chico Anysio.

ACESSIBILIDADE
Um dos objetivos do Festival foi proporcionar acessibilidades, para tanto todas as esquetes tiveram tradução simultânea em Libras feitas por Luanna Tayrine. Em parceria com o Teatro da Praia programação e placas indicativas forma disponibilizadas em Braille, banheiros foram adaptados para PCDs e o acesso de cadeirantes ao teatro e plateia se deu por rampas devidamente sinalizadas. Em adesão ao movimento de sustentabilidade não foram usados copos descartáveis durante todo o evento, o lixo foi devidamente separado e condicionado para o destino devido.

EQUIPE 22° FESFORT
Coordenação Geral: CARRI COSTA
Produtores: LUCAS ALECANDRE e WILLIAN AXEL
Técnicos: ADRIANO PESSOA e BEATRIZ CAMPOS
Camarim: NILDENIR CAMPOS
Consultora de Acessibilidade: CRISTIANE CARVALHO
Assessor de Comunicação: FELIPE PALHANO (UPGRADE COMUNICAÇÃO)
Suporte: Hilton Costa e Angela Holanda

SERVIÇO
Festort 2024 – Festival de Esquetes de Fortaleza
Data: 24 e 25 de fevereiro de 2024cal: Teatro da Praia (Avenida Monsenhor Tabosa 177 – Praia de Iracema)
Instagram: @festivaldeesquetesdefortaleza

4 COMMENTS

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados