Organizar as finanças pode ser chave para uma vida mais estável

À medida que o cenário econômico global segue enfrentando desafios, a importância de uma sólida educação financeira torna-se mais evidente. E é sempre tempo de se organizar para estabilizar as contas. Nesse contexto, por em prática estratégias que auxiliam a organizar a vida financeira de maneira eficiente, pode ser essencial para enfrentar o cotidiano da nossa economia. 

 

“Em um contexto de incertezas econômicas, é crucial criar e seguir um plano orçamentário inteligente. Analisar suas receitas e despesas, identificando áreas de corte e oportunidades de economia. Priorizar despesas essenciais e estabelecer metas realistas de poupança”, é o que diz Ana Beatriz Passos, head financeiro da Somapay Digital Bank.

 

Tema de extrema importância, a educação financeira ainda não é tão acessível para boa parte da população brasileira. Apesar da complexidade do tema, que envolve aspectos macro e microeconômicos, é possível discorrer de orientações básicas para conduzir com sobriedade as finanças pessoais. Sendo estas: 

 

  • Analisar com responsabilidade a atual situação

Se a pessoa está em momento complicado em suas finanças, é preciso sentar e elencar ponto a ponto as principais prioridades no orçamento. Separar as despesas entre fixas (águas, luz, internet, saúde e etc…) e variáveis (alimentação, assinaturas, parcelamentos e etc…). Isso lhe dará um panorama inicial de sua saúde financeira. 

 

  • Controlar gastos

Depois disso, é mais fácil identificar com o que se costuma gastar mais, então é possível estabelecer prioridades.  A partir disso, o autocontrole é crucial para ordenar os gastos. Uma dica é sempre se questionar se suas compras são realmente necessárias ou apenas gastos supérfluos.

 

  • Investimentos

Após compreender bem sua situação financeira e controlar adequadamente os gastos, é hora de gerar renda com os valores que conseguir poupar. Estudar um pouco sobre carteiras de investimentos e suas possibilidades é essencial para quem deseja aproveitar o dinheiro guardado para construir renda extra.

 

  • Planejamento 

Por fim, mas não menos importante, o planejamento financeiro precisa fazer parte do planejamento de vida. Estruturar um plano de metas é uma maneira para alcançar seus objetivos. Faz parte do processo de planejamento adequar suas receitas e rendimentos com seus objetivos e trabalhar para, a longo e médio prazo, conquistar novos horizontes.

 

Estabelecer metas e seguir seus objetivos é necessário para quem deseja dispor de uma condição financeira confortável a longo prazo. A gestão responsável de dívidas é fundamental em qualquer ambiente econômico. Avalie suas obrigações financeiras, renegocie os termos e, se necessário, concentre-se na quitação de dívidas de alto custo. Evitar novas dívidas superficiais contribuirá para sua estabilidade financeira. 

4 COMMENTS

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados