Ocupação Boca de Cena convida para agenda gratuita de multilinguagens artísticas em 27 de janeiro

Teatro é um momento de descontração, de entretenimento, de prazer estético, bem como estímulo ao conhecimento, à criatividade e ao senso crítico, além de provocar uma visão mais ampla do mundo quando este espaço é ocupado. Em busca de promover o entendimento do teatro enquanto um espaço próprio e incentivar a formação de público para os espetáculos teatrais, a ocupação “Boca de Cena” realiza uma agenda gratuita de multilinguagens artísticas no dia 27 de janeiro (sexta-feira), das 19h às 21h, no Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno (TUPA), no bairro Benfica.

“Boca de Cena” é um projeto das produtoras Tempo Aberto e Flutuante, que atuam na promoção das experiências nas artes cênicas, literatura, música e artes visuais. Em parceria com o TUPA, a ocupação tem como objetivo promover os trabalhos de ambas as produtoras, colocando luz nas obras produzidas por jovens artistas da cidade, sendo estes mulheres e pessoas LGBTQIAP +.

A programação conta com um calendário cultural multilinguagem mensal, composto de espetáculos de dança, teatro, circo, artes visuais, audiovisual, formações, rodas de conversa, música e literatura.

Na sexta-feira (27/01), diferentes espaços do teatro serão ocupados com as intervenções artísticas. No espaço “Por Elise”, a artista Cigana realiza uma ação com lambes e grafite. Já a exibição da produção cinematográfica “Eu Não Caibo Mais em Mim” das artistas Débora Santos, Joaquina Carlos, Juliana Tavares e Tamara Lopes, e da videoperformance “150.000”, da artista Bruna Pessoa, acontecem, respectivamente, na Sala Gracinha Soares e no espaço “acrescentar”. O palco principal do teatro recebe os espetáculos “A Conquista do Ar”, de Gabi Rojas, “Luzia”, de Ana Paula Prudêncio, e “Pluma Feito Aço”, de Gil Rodriguês. Por fim, o espaço “Fim da Partida” (estacionamento) será ocupado com uma discotecagem com DJ Loba e com a apresentação da performance “Bufa Ludomira Silva – Maruska Ribeiro”.

Durante o evento, também serão comercializados comidas e bebidas de Livian Mendes, prints de trabalhos artísticos de Suellem Cosme, acessórios do Lavie Ateliê e customização de roupas por Black Dantas.

O projeto Boca de Cena faz parte da Temporada de Arte Cearense – TAC 2022, com circulação em Fortaleza. A Temporada de Arte Cearense (TAC) é uma ação da Rede Pública de Espaços e Equipamentos Culturais do Estado do Ceará (Rece) da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará) em parceria com o Instituto Dragão do Mar – IDM.

 

DIVERSIDADE

Desde 2022, as produtoras Tempo Aberto e Flutuante viabilizam ações de formação, cineclubes e espetáculos no Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno, localizado no bairro Benfica, sendo toda a programação composta por atividades produzidas por mulheres e pessoas LGBTQIAP+.  Com agenda prevista até abril de 2023, o projeto conta com uma equipe composta de cinco profissionais mulheres que fazem parte da equipe de produção, além de outros 20 artistas e suas obras, criando dinamização da cadeia produtiva de artistas e produtores de diversas linguagens.

A ocupação conta com a proposta de criar espaços de fruição cultural e propor programações independentes, fomentando agenda cultural para o teatro universitário e aproximando a comunidade moradora do entorno do prédio histórico das ações culturais. Busca também desenvolver o espaço de fruição e formação de produtores, empreendedores, artistas, sua capacitação e a criação de espaço de projeção dos trabalhos produzidos por estes agentes.

SOBRE O TEATRO UNIVERSITÁRIO PASCHOAL CARLOS MAGNO

O Tupa – Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno é um espaço destinado a difusão da arte e da cultura, sendo palco de diversas atividades ligadas à Secretaria de Cultura Artística (Secult-Arte) da Universidade Federal do Ceará (UFC) e aos projetos de ensino, pesquisa e extensão da Universidade. Uma das formações é o Curso de Arte Dramática (CAD), criado em 1960 e dirigido por B. de Paiva, que formou centenas de atores e atrizes e foi norte para a criação do curso de Teatro da UFC.

Adquirido em 1964, a partir da reforma do antigo Teatro Santa Maria, o TUPA foi inaugurado em 26 de junho de 1965. Sempre buscando possibilitar o acesso da comunidade em geral, o Teatro Universitário tem como missão acolher e criar parcerias com artistas, pesquisadores e grupos locais, nacionais e estrangeiros, no intuito de fortalecer a cena artístico-cultural cearense, estimulando a reflexão crítica, a criatividade e a produção de pensamento.

SOBRE FLUTUANTE

Com origem em 2020, a Flutuante Produtora tem como campo de atuação principal o fomento e a produção de ideias artísticas de mulheres e pessoas LGBTQIAP+, além de realizar ações de profissionalização na área de produção cultural e serviços técnico-críticos.

Em seu histórico possui produções de espetáculos como: Concerto de Ponta-Cabeça (Ayrton Pessoa, Gil Rodriguês e Juliana Tavares), Voo Para o Fim do Mundo (Teatro Violetas), Antonieta (Teatro Violetas, dentre outros. Produções na música como: Rio Dançar o Mundo (Luana Florentino), Gaia (Adna Oliveira), No Tempo do Tempo (Di Ferreira), dentre outros. E produções cinematográficas como Doc.Teatro: Mulheres, Cena e Memória (Coletiva Antonietas), Fragmentos para Ressurgir (Teatro Violetas) e Eu Não Caibo Mais em Mim (Débora Santos, Joaquina Carlos, Juliana Tavares e Tamara Lopes).

 

SOBRE TEMPO ABERTO

A produtora Tempo Aberto surge em 2021, atuando na elaboração e no desenvolvimento de projetos culturais no campo das artes cênicas, performance, arte-educação e cultura popular, tendo produzido os projetos: Mulheres Carnavais (Literatura – Contação de Histórias), Tia (Videoperformance), 150.000 (Videoperformance), Pluma Feito Aço (Circo), Variétoche (Circo), Luzia (Circo).

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Dia 27 de janeiro (sexta-feira)

ESPAÇO “POR ELISE”

19h às 21h – Ação interventiva visual (lambes e grafite) com Cigana

SALA GRACINHA SOARES

19h às 21h – Exibição de “Eu Não Caibo Mais em Mim”, de Débora Santos, Joaquina Carlos, Juliana Tavares e Tamara Lopes

ESPAÇO “UM CORREDOR CHAMADO DESEJO”

19h às 21h – Exibição da videoperformance “150.000”, de Bruna Pessoa

PALCO PRINCIPAL

19h20 – Espetáculo “A Conquista do Ar”, de Gabi Rojas

20h – Espetáculo “Luzia”, de Ana Paula Prudêncio

20h30 – Espetáculo “Pluma Feito Aço”, de Gil Rodriguês

ESPAÇO “FIM DE PARTIDA” (estacionamento)

19h às 21h – Discotecagem com DJ Loba

20h30 – apresentação com Bufa Ludomira Silva de Maruska Ribeiro

19h às 21h – Feirinha com empreendedoras artistas de Fortaleza

*Programação sujeita a alteração

SERVIÇO

Boca de Cena: 57 anos do Teatro Universitário

Dia 27 de janeiro (sexta-feira), de 19h às 21h

No Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno

Gratuito e aberto ao público

725 COMMENTS

  1. Wow, wonderful blog format! How lengthy have you ever been blogging for?

    you made running a blog look easy. The whole glance of your website is fantastic,
    as neatly as the content material! You can see similar here ecommerce